Compartilhando experiências e vivências do meu primeiro intercâmbio em Dublin -Irlanda.

Arquivo para a categoria ‘Dicas e Curiosidades’

Guia de compras DublinNow – Roupas

Sei que muitos de vocês se perguntam sobre lugares para comprar roupas aqui em Dublin e como ando saindo bastante nesses últimos dias frequentando lojas e comprando algumas coisitas, resolvi compartilhar com vocês algumas lojas bacanas e as quais gosto de ir.

Penneys – Pertencente ao grupo Primark (Uk), sinônimo de preço baixo a Penneys é uma das primeiras lojas que frequentamos ao chegar por aqui, claro que a qualidade não é das melhores mas com certeza encontraremos roupas bacanas como por exemplo camisetas a partir de 3 euros, calças em torno de 10 e tênis por 8 euros. Fora muitas outras coisas como produtos de higiene pessoal, cama mesa e banho. Aproveite pra comprar cachecóis, agasalhos,meias e luvas 😉

Zara – Para quem não sabe a Zara é espanhola.Quem costuma frequentar a loja no Brasil, sentirá uma diferença bacana ao chegar por aqui referente aos preços, sem contar que tem mais opções quanto a coleções. Por enquanto considero a minha preferida daqui por trabalhar com skinny clothes que encaixam perfeitamente.

H&M – Considero como uma Zara 2, com os mesmos estilos de roupas com muito básico também e preços parecidos.

River Island / TopShop – São menos básicas e bem mais fashion. Não são tão baratas quanto as lojas citadas acima, mas também não é nada absurdo. Sem contar que de vez em quando encontramos algo em promoção.

TKMaxx – Essa eu adoro, é um outlet localizado dentro do shopping Stephen’s green próximo a grafton street. A qual encontramos ótimas marcas por um bom preço como por exemplo Calvin Klein, Diesel, Blench e muitas outras. O segredo lá é fuçar bem e ter paciência, porque uma hora ou outra você encontra algo bacana com um preço que nunca encontraria em outro lugar.

GAP – Pra quem curte moletons, jeans e um básico de qualidade a GAP é uma ótima opção. Os preços são um pouco elevados também, mas procurando bem acha 😉

Superdry – Sei que muitos aí no Brasil não conhecem essa marca japonesa, mas por aqui na Europa ela manda bem e o seu forte são as jaquetas hipermeáveis com uma qualidade incrível, confesso que não é uma loja barata, mas tudo que vemos da vontade de levar.

Hollister / Arbecrombie Fitch – Bom para os amantes dessas marcas no Brasil aqui seria o paraíso para eles,pois todos sabemos que não temos lojas próprias por lá. Só pelos nomes já podemos ter a noção de preços , mas não se assuste que não são tão altos assim. Lá encontramos promoções também e camisetas com preços ótimos.

Todas essas lojas você encontra nas proximidades da Grafton Street/St Stephen’s Green, Centro e Drundrum Shopping.

Outro lugar bacana é o Kildare Village, que é uma vila localizada fora de Dublin cheia de outlets legais, mas deixarei essa parte para um post próprio pois ainda não fui lá.

Para mulheres temos a Forever 21 e a Bershka, sem contar as que já citei que há roupas femininas também!

Plantão Dublin Now: Embaixada do Brasil em greve!!!

Pois é pessoal, dias após eu criar um post relacionado a nossa precária Embaixada aqui em Dublin o qual solicitei uma procuração de plenos poderes, hoje recebo a notícia que o único lugar que oferece suporte a todos nós brasileiros que vivem aqui na cidade se encontrará fechado por tempo inderteminado.

“Em caso de morte, prisão ou imigração”. Apenas nestes casos poderemos contar com a ajuda da embaixada brasileira em Dublin durante os próximos dias, isso porque, os servidores do Ministério das Relações Exteriores (MRE) aderiram à greve em prol de equiparação salarial. A greve, que já atinge 70 postos do exterior, incluindo cidades como Boston, São Francisco e Nova York. Aproximadamente os 15 mil brasileiros que vivem na capital irlandesa terão que esperar, caso precisem de atendimento.

Carta de comunicado oficial:

Image

Portanto atendimento somente via atendimento telefônico através do número: 00 353 87 981-4403.

Observação : SOMENTE SITUAÇÕES EMERGENCIAIS.

Fonte: Dublin Para Brasileiros                                                                                 http://dublinparabrasileiros.com/embaixada-brasileira-em-dublin-em-greve.html

Embaixada do Brasil em Dublin

Essa semana estive na Embaixada do Brasil em Dublin para solicitar uma procuração. Quanto a localização do prédio se vc não enxergar a bandeira do Brasil lá no alto, nem saberá onde está, porque não tem nenhum letreiro informativo e nem placa indicativa. Então o segredo é ir procurando olhando pro alto..hehehe

Outra coisa que deixa a desejar é o fato do  Setor Consular ficar aberto para o público das 10 am às 13 pm, de segunda a sexta-feira (isso mesmo apenas 3 horas diárias durante a semana). Há apenas dois funcionários pra resolver todos os procedimentos, sem contar a falta de organização e segurança pra controlar o fluxo (parece mais um escritório normal com livre e fácil acesso a todos, tendo apenas de deixar uma assinatura numa folha antes de entrar). Quanto a mim, o atendimento foi supertranquilo porque já estava com tudo certo, apenas tive de ir em uma lan house imprimir um outro modelo de procuração pois a que tinha levado não era a certa, mas confesso que vi muito brazuca levando patadas das bravas dos funcionários por comparecer com documentos incompletos e sem nenhuma informação quanto ao seu problema.

Uma dica importante: Antes de se direcionar até o consulado, esteja certo dos documentos e formulários necessários e suas devidas cópias. Procure se informar acessando o site ou chegue mais cedo (de preferência ao abrir) para esclarecer dúvidas, pois se chegar lá pra fazer algo e te comunicarem que ainda falta algo terá tempo de providenciar e resolver ainda no mesmo dia 😉

SERVIÇOS CONSULARES:

 – ATESTADO DE RESIDÊNCIA

– ATESTADO DE VIDA

– AUTORIZAÇÃO PARA VIAGEM DE MENOR

– AUTORIZAÇÃO PARA EMISSÃO DE PASSAPORTE DE MENOR

– CÓPIAS AUTENTICADAS

– CPF – CADASTRO DE PESSOAS FÍSICAS

– LEGALIZAÇÃO DE DOCUMENTOS

– LEGALIZAÇÃO DE DOCUMENTOS ESCOLARES

– NOVO PASSAPORTE

– NOVO PASSAPORTE EM CASO DE FURTO, EXTRAVIO OU DANO

– NOVO PASSAPORTE PARA MENOR

– ÓBITO

– PROCURAÇÃO

– RECONHECIMENTO DE FIRMA

– REGISTRO DE CASAMENTO

– REGISTRO DE NASCIMENTO

– SEGUNDA VIA DE CERTIDÕES E PROCURAÇÃO

– SERVIÇO MILITAR OBRIGATÓRIO

– TÍTULO ELEITORAL

– TRANSPORTE DE ANIMAIS

ENDEREÇO:

EMBASSY OF BRAZIL
Block 8, Harcourt Centre Charlotte Way, Dublin 2
Opening Hours: The Embassy of Brazil is open to the public from Monday to Friday between 10 am and 1 pm.
Phone: +353 1 4756000/ Fax: +353 1 4751341

 Para mais informações acesse o endereço eletrônico:

http://dublin.itamaraty.gov.br/pt-br/

Curiosidades de Dublin – Top 10

Faz um tempinho que não falo sobre mais curiosidades daqui, dessa vez resolvi fazer uma  lista um poquinho maior de curiosidades que muitos e vocês com certeza não estão acostumados a praticar ou ver no Brasil.

1-Todos os semáforos da cidade você encontrará um botão que pressionado dará preferência ao pedestre, e  quando liberado o sinal verde (aqui é diferente,pois verde em São Paulo seria pra carros) emite um som que auxilia os deficientes visuais. Sem contar que todas as calçadas são adaptadas pra deficientes físicos e visuais.

2– A cidade é considerada tão segura que policiais aqui não utilizam armas de fogo, apenas a presença deles já intimida a galera..hehe

3– Em relação aos carros, aqui eles utilizam a mão inglesa ou seja, os volantes dos carros ficam do lado direito (e a pista também é invertida).

4– Aqui utilizamos muito as expressões SORRY pra se desculpar e pedir licença (EXCUSE ME está extinto por aqui..kk) e THANKS A MILLION sempre que utilizar algo como por exemplo e que é muito comum aqui: agradecer sempre ao motorista do bus quando descer no ponto (muito comum aqui). E como réplica ao THANK YOU eles costumam reponder com um simples CHEERS!

5– A noite de Dublin é animada sim, mas para a tristeza de quem está acostumado a voltar pra casa com o sol raiando na cara todos os pubs (QUASE MIL EXISTENTES NA CIDADE) fecham por volta de 2:30 da manhã, tendo como opção somente um Mc Donald’s ou Burger King pra bater um rango e voltar pra casa com as centenas de irlandeses caindo pelos cantos de tanta pint!

6- Aqui jogar o papel higiênico no vaso após seu uso é comum (essa eu me assustei achando que ia entupir o vaso..olha só..kk)

7- Posto de gasolina não tem frentista (DANDO UM AR DE ABANDONADO) e não são muitos espalhados na cidade como no Brasil, sendo assim você mesmo coloca a gasosa e paga.

8- A palavra Bakery (Padaria) quase não se usa porque não tem..kkk..Pra quem tá acostumado com aquele cafezinho de manhã na padaria do Joaquim, Manoel e afins esqueçam. Poderá encontrar pães e refeições similares dentro de supermercados e conveniências espalhado pela cidade.

9- Não pagamos conta de água e a de luz só vem de 2 em 2 meses.

10-  Ouvi dizer que de acordo com algumas pesquisas somos a 3ª maior população do país, atrás apenas dos Irlandeses e os Maurícios (Pasmo!!)

Cheguei em Dublin, e agora? – parte 2

Voltei galerinha com a continuação desse tópico que considero muito importante, pois com ele, creio que poderei ajudar pelo menos um pouquinho tendo em vista o que passei de como se virar nas suas primeiras semanas em solo irlandês .Beleza então. No tópico anterior, comentei sobre o que fazer durante a CONEXÃO e CHEGANDO EM DUBLIN (Aeroporto).

Depois dos momento de tensão, ansiedade e muitas outras sensações pré imigração, agora no pós passemos pra fora do aeroporto e demos início aos teus primeiros dias em Dublin.

PRIMEIROS DIAS

Bom, teus primeiros dias por aqui serão tranquilos e divertidos. Pois as primeiras impressões de um novo habitat as vezes choca ou te encanta, depende da pessoa, eu por exemplo adorei desde a saida do aeroporto (e olha que era noite). Quanto a recepção na tua nova casa se for host family já não poderei dar maiores detalhes porque vim direto pro apartamento que compartilho com minha amiga e mais duas pessoas (estrangeiros). Amiga essa que me recepcionou no aeroporto também e depois pegamos um táxi no valor de 20 euros mais ou menos até minha nova casa. Mas caso queira economizar a partir do aeroporto, na frente há um ponto e ônibus de você poderá pegar o número 41 no valor de 2,65 euros  até o centro (O’Connel Street) e depois de lá um taxi, porque vai saber se tua nova home não fica próxima do centro?.

Quanto ao primeiro dia de aula você se apresentará e fará um teste de nível, mas fique tranquilo pois não será nenhum bicho de 7 cabeças e sim uma breve conversa (uma espécie de entrevista) pro coordenador saber em qual nível te colocar. Por exemplo, no meu teste me fizeram perguntas pessoais como: quantos anos, de onde eu era, se já havia estudado inglês antes e por aí vai. Após ter sido direcionado a tua sala, você ficará meio perdido com a aula mas não se preocupe pois serão apenas os primeiros dias até você se adaptar ao ritmo da sala.

Nesse mesmo dia, a coordenação da escola te dará as cartas de solicitação da abertura de conta do banco e do PPS (procure no tópico GNIB). Quanto ao banco, após receber tua carta contendo número de conta e o cartão volte lá pra depositar os teus 3 mil euros e não esqueça de solicitar o teu statement (extrato bancário) que chegará em tua casa no prazo de uma semana e esse será um dos documentos que deverá apresentar na migração juntamente com o passaporte e a carta do seguro saúde fornecido pela escola.

LEMBRANDO: Você terá um mês pra resolver tua situação no país.

GASTOS

Tudo ok até agora com moradia, escola e o processo de emissão do GNIB. Agora chegou a hora de pensar nos gastos que terá de início (primeiro mês):

*GNIB : 150 euros

*Alguel e Depósito : 250 aluguel + 350 depósito = 600 euros (isso no meu caso)

*Alimentação e Higiene Pessoal : 150 euros – Procure no tópico (Dicas de Supermercados) pesquise e faça tuas compras e prepare tuas refeições em casa. Quanto ao valor por semana vai de cada um, eu por exemplo hoje consigo fazer as minhas por 15 euros/semana. Indico reservar de 100 a 150 euros, pois será um mês de adaptção e creio que você vai querer dá um pulinho em algumas redes de fast food 😉

*Contas : 15 euros ( mais ou menos que cobram de internet/ mês) – energia: 50 euros (mais essa conta chega de 2 em 2 meses então não insira essa no teu orçamento de primeiro mês).

*Transporte: 78 euros pra 30 dias (esse não utilizo porque vou a pé pra escola), mas pra quem for forar longe do centro aconselho fazer a carteira de estudante.

*Carteira de estudante : 16 euros (Além de ajudar pra comprar passagens mais baratas de ônibus, dart e luas você ainda possui descontos em algumas lojas e redes de fat food).

*Chip (Tesco): 10 euros – com esse poderá efetuar ligações pra fixo no Brasil por 0,01 cents/minutos.

No total você irá gastar em torno de 1.019 euros, mas não se assuste lembre que está incluso os obrigatórios como depósito e GNIB e que nos próximos meses teus gastos irão diminuir também conforme  for se adaptando e aprendendo a comprar 😉

-O QUE PODE EVITAR DE INÍCIO

Quanto a roupas de frio e outros acessórios (INCLUINDO ELETRÔNICOS), procure trazer o que você já tem. Deixe pra comprar coisas novas e conhecer lugares quando estiver estabilizado ou se trouxe grana suficiente para curtir um pouco, vá com calma.

Como disse em tópicos anteriores pra vocês, eu tive muito gasto no primeiro mês porque veio meu amigo de férias e tive de acompanhá-lo visitando os lugares e países.Mas nesse segundo mês após a volta dele pro Brasil, estou seguindo a risca o que havia planejado.

Espero ter esclarecido algumas dúvidas e precisando é só deixar teu comentário ok?

Carlos                                                                                                                                                                                                                                         DublinNow

 

Cheguei em Dublin, e agora? – parte 1

Devido aos itens de busca que direcionaram ao meu blog nesses úlitmos dias, resolvi fazer esse tópico explicando os passos após sua saída do Brasil dividido em 2 partes baseando-se na minha experiência. Vamos lá?

Ok, após meses de planejamento e lágrimas você se despede da sua família, pega o tão esperado vôo e se pergunta: E agora o que me espera? O que fazer? O que vão me pedir? e muitas outras inúmeras perguntas. Comecemos então com a pausa que terão de fazer em um outro país como por exemplo : Amsterdam.

-CONEXÃO:

Chegando em Amsterdam, dependendo do tempo que irá esperar até o próximo vôo (o meu  foi de 8 horas) você pode sair pra conhecer a cidade. Ao sair do avião sempre com o passaporte em mãos vá até a imigração holandesa, mostre-o ao oficial e em poucas palavras diga que quer aproveitar as horas de espera até o próximo vôo pra conhecer a cidade, porque é sobre isso que ele vai questionar, depois é só esperar carimbar e conhecer teu primeiro país.

Ao passar pelos oficiais, saindo do aeroporto você cairá dentro da estação de trem. Compre o ticket para Amsterdam Central (estação), o tempo pra chegar no centro é de 20 minutos mais ou menos e o mesmo na volta. Ao chegar no centro já aproveite pra conhecer a RED LIGHT DISTRICT , A CASA DE ANNE FRANK e o MADAMME TUSSAUD  porque esses ficam localizados próximos da estação. Caso você tenha mais horas, poderá pegar um ônibus e conhecer o MUSEU VAN GOGH  entre outros e muito cuidado pra não se perder.

Mas fique alerta e tente não voltar pro aeroporto em cima do horário : 1- o aeroporto é muito grande ; 2- eles costumam trocar os portões pra embarque de última hora, e nem queira imaginar quando eles trocam do portão 10 pro 40…rs. Portanto faça seu check in cedo e evite problemas.

-CHEGANDO EM DUBLIN

Após ter conhecido a incrível Amsterdam, desembarcando em Dublin já vai preparando os documentos necessários pra apresentar na imigração: PASSAPORTE, CARTA DA ESCOLA ,SEGURO OBRIGATÓRIO (muita das vezes já incluso na carta da escola), um comprovante de acomodação e pronto! Fique com o restante dos documentos próximos como passagem de volta caso eles solicitem e esteja preparado pra responder perguntas simples como : O que veio fazer aqui? Você tem os 3 mil euros solicitados? Quanto tempo você pretende ficar? Muitos nem precisam responder nada, depende do humor deles e procure sempre se manter calmo, afinal estando com tudo certo não há o que temer. Deportação só em casos muito raros.

Sobre a questão dos 3 mil euros, você não terá de apresentar pra eles e sim quando retornar no prédio da imigração no prazo de um mês com teu extrato em banco irlandês (tópico esse que falarei na parte 2).

May Bank Holiday!!!

Já que vocês aí no Brasil curtiram o feriado de 1 de maio referente ao dia do trabalho, agora chegou a nossa vez aqui em Dublin (mesmo sem eu estar trabalhado ainda) de curtimos também! hehe 😛

O curioso dos feriados aqui em Dublin, é que sempre caem numa segunda feira possibilitando então os irlandeses a aproveitarem essa ótima emenda pra viajarem, descansarem, fazer piqueniques com a família nos diversos parques espalhados pela cidade e muito mais. Muitos devem estar se perguntando:

O que é Bank Holiday?

Essa história de Bank Holiday vem de longe e foi criada por uma figura chamada Sir John Lubbock. Ele foi político, estadista, naturalista e digamos, um cara consciente. Foi ele que em 1871 decidiu incorporar algumas datas no calendário para que os trabalhadores, em especial os bancários (como ele) pudessem ter uma folginha extra no trabalho. Desde então as primeiras segundas-feiras de Maio, Junho, Agosto e a última segunda de Outubro são Bank Holiday, aqui na Irlanda! Contam ainda que Sir Lubbock era um fanático por jogos e,  que teria inventado o feriado bancário justamente para aproveitar as temporadas esportivas. Nada bobo ele!

As datas também podem estar relacionadas a chegada dos festivais. O feriado de junho por exemplo, também é visto como Feriado da Primavera, o de Agosto, como Feriado de Verão, mas independente do nome que se dê por ai, feriado é feriado, então é aproveitar a folga e descobrir o que vai rolar no June Bank Holiday!

Fonte: E-Dublin

Have a great bank holiday weekend everyone!

Dublin Now 😉