Compartilhando experiências e vivências do meu primeiro intercâmbio em Dublin -Irlanda.

Arquivo para a categoria ‘Feelings’

Nota de esclarecimento

Boa tarde a todos,

Primeiramente peço mil desculpas por ter deixado o blog de lado desde o último post em abril/14. Realmente me encontrei ocupado durante esse último ano na ilha e vinha me preparando pro retorno ao Brasil além de fazer algumas trips antes de encarar a realidade de volta.

Após aquele post “2 anos de Irlanda” muitas coisas aconteceram até a minha partida em Dez/14. Durante esses últimos 8 meses me encontrava trabalhando em um café (o qual fiquei por 1 ano) e planejei algumas viagens pro verão daquele ano como Malta em Maio, Ibiza em Junho e Tomorrowland em Julho. Tornando assim o melhor verão da minha vida.

Após toda essa adrenalina de viagens, dei uma pausa e continuei somente com o trabalho e focado no retorno. Acreditem não será um bicho de sete cabeças caso venha trabalhando isso de uma forma positiva e se dando um tempo.

Entrei pro grupo das escolas fechadas, sim sim minha escola fechou meados de Agosto me deixando na mão quanto a certificado e etc. Fiquei mal, pois seria meu último ano e precisaria de um certificado comprovando minha conclusão de curso e acabei perdendo horas no meu emprego o qual dificultou um pouco no planejamento da minha volta ao Brasil.

Após um verão maravilhoso com viagens e momentos incríveis, era chegada a hora de aproveitar meus últimos momentos na ilha e assim os fiz. O sentimento de deixar tudo que construiu nesses quase 3 anos são inexplicáveis, digo 3 anos e não 3 meses..foi uma nova vida que construi com muito esforço e dedicação em meio a altos e baixos como relatados em posts anteriores. Mas senti que hora de encerrar aquele ciclo mesmo amando minhas pints de Guiness, meus cafés, meus passeios pela Grafton Street, meus pubs favoritos e etc.

Chegando o fim de ano me planejei pra última viagem antes do retorno e optei por uma rota hoje muito percorrida pelos intercambistas que é o Leste Europeu : Alemanha, República Tcheca, Hungria e Vienna. Rodei por 10 dias e no retorno veio a surpresa da minha chefe ao pedir pra sair do trabalho porque estaria voltando ao Brasil em algumas semanas.

Amigos ficaram surpresos e não acreditariam que voltaria pro Brasil tão cedo, mas idéias mudam e objetivos também. Agradeço imensamente por essa incrível aventura chamada Dublin nesses quases 3 anos, experiência essa que me fez crescer como homem, a valorizar coisas simples da vida, a conhecer e repeitar novas culturas e enxergar que quando queremos algo não há limites para realizarmos, vá e siga em frente pois a vida foi feita pra aproveitá-la ao máximo e se possível preenchida de momentos felizes.

Não se prenda ao material, arrisque e não espere companhias pra dar início a algo. Simplesmente coloque uma mochila nas costas e corra atrás dos seus sonhos.

Obrigado de coração a todos os que acompanharam o blog desde início e também aos novos leitores  pelas mensagens de carinho e positividade. Não desativarei o blog pois sei que tem muito conteúdo que auxiliará novos intercambistas e pretendo postar algumas coisas bacanas pelos próximos dias.

Hoje me encontro morando em Porto Alegre há um mês pronto pra encarar uma nova aventura.

Grande abraço,

Carlos,

Dublinnow

M

2 anos de Irlanda!

E não é que o objetivo de estudar fora inicialmente por 6 meses se estenderam aos 2 anos? Anos esses que passaram como se fossem 2 meses regados de muitas emoções, altos e baixos e momentos inesquecíveis.

A sensação ao pisar pela primeira vez fora do solo brasileiro é única (que no meu caso foi em Amsterdam) e a partir daí a visão pro mundo muda completamente, se você achou que já sabia de tudo, quando entrar numa experiência dessa verá que está apenas engatinhando como um bebê mas que o crescimento será anos luz mais rápido do que imaginava.

Encarem uma experiência como essa de mente aberta e prontos a enfrentar desafios lembrando que sempre haverá obstáculos onde estiver, os quais poderão ser superados facilmente dependendo do nível da tua auto confiança, do teu foco e determinação.

Bom, não ficarei com muito bla bla blá nesse post, pois como viram fiz um resumão do que me aconteceu desde Set/13 e em breve postarei fotos da minha última viagem (Escócia) e de momentos por aqui na ilha.

Só queria agradecer a minha família, amigos e vocês leitores que mesmo depois de 2 anos mesmo tendo reduzido o número de posts devido a rotina que levo por aqui continuam acompanhando minhas aventuras e que com certeza estão absorvendo informações bacanas com esse meu diário de bordo 😉

Encerro esse simples post de agradecimento numa noite refrescante ao lado da varanda com meu famoso café…Night guys 😉

10262113_618272561594634_3561483126868571100_n

Carlos

DublinNow

 

DublinNow está de volta!

Primeiramente gostaria de me desculpar a todos vocês que me acompanham no decorrer desses quase 2 anos pelo o tempo que passei sem postar aqui no blog. Antes de iniciar com os novos posts segue um resumo do que tem me acontecido desde a saída do Brasil até Set/ 13 onde dei a pausa nas atualizações:

Após um planejamento de mais de 1 ano e a difícil tarefa de sair de casa pela primeira vez finalmente cheguei em Dublin em 29 de Março de 2012 onde tudo era completamente novo pra mim, confesso que me senti um garotinho chegando em um grande parque de diversões onde tudo era novo e impressionante.Nesse primeiro ano busquei me adaptar com a cultura daqui, frequentei escola, visitei alguns lugares e pontos turísticos da cidade e estive em outros dois países fora a Irlanda que foram Inglaterra e França sem contar a Holanda que fiz uma visita rápida na minha conexão.Tudo teria sido perfeito se não fosse a dificuldade que tive na busca por emprego o que me deixou desmotivado, me fez perder aulas, foco pois a falta de dinheiro já me preocupava naquela altura do campeonato o qual já previa que a vida em um outro país não seria um conto de fadas. Consegui minha primeira oportunidade 3 meses depois e comecei a entregar jornais estilo aquele do metrô que temos em SP, devido as poucas horas oferecidas a remuneração não era o suficiente pra continuar vivendo aqui com aluguel, contas e alimentação apesar da grana reserva já se encontrar no vermelho. O que contribuiu pra umas das situações mais difíceis que já passei que foi chegar ao fim de ano zerado e sem emprego, mas graças a Deus e mesmo muitos achando que era loucura decidi ficar, remarquei minha passagem que estava a volta prevista pra Dez/12 e pouco antes do Natal (o que considero um presente enviado pelo bom velhinho) consegui minha segunda oportunidade em um restaurante com mais horas e finalizar meu 2012 e entrar 2013 com pé direito mostrando a todos que é possível sim chegar onde queremos com fé, força e determinação.

Entrando 2013, já estava me preparando pra pagar renovação de curso e visto, quitar algumas pendências e sim sim minha viagem de férias pro Brasil a qual fiz em Maio/13 e comemorar dias das mães junto com minha linda mother. Mas essa grana não vem fácil não galera pois passamos por momentos de estresses devido a sobrecarga de trabalho, perdemos aulas devido ao cansaço e se não trabalharmos o nosso psicológico e equilibrar nossos feelings mesmo com emprego aqui não conseguimos seguir com nosso objetivo. Por isso sejam pacientes que tudo virá no momento certo e quando vir, logo de início planeje para onde vai cada centavo porque o tempo passa rápido e sabemos que aqui não é pra sempre 😉 Aproveite pra viajar, ter seus momentos de lazer, estudar, resumindo viver e ter essa experiência no futuro como algo bom a passar como exemplo a futuros estudantes que pretendem encarar essa louca e gostosa aventura. Parando um pouco de filisofar voltemos a viagem ao Brasil, então, passei um mês matando a saudade de familiares, amigos e tive meu retorno em Junho/13 a Dublin decidido a mudar de emprego pois este estava muito cansativo e com carga horária muito puxada me afastando da vida social, dos meus momentos de lazer, de viver normalmente como em qualquer outra cidade do mundo. Dando essa pausa planejei uma viagem a Escócia ( sendo esse meu quinto país) com meu amigo a qual aconteceu em Set/13 e no retorno a Dublin estava decidido a descansar mais um tempo, mas vi que esse tempo não poderia ser longo pois dinheiro aqui voa e se desse algum vacilo a situação poderia se repetir a de 2012. Mas como confio no meu grande Deus e na importância de se ter bons amigos e contatos, recebi uma ligação de um amigo de um amigo me oferecendo a vaga dele de emprego pois ele havia conseguido outro e nesse me encontro me até o momento. 

Hoje posso afirmar que levo uma vida bacana aqui,a qual consigo lidar bem com meus gastos ( sempre controlados na ponta do lápis ;)), me considero uma pessoa totalmente independente e com novos objetivos. Sigo trabalhando no que se dizem sub empregos, tendo minha vida normal,voltando as aulas em breve e planejando algumas viagens pro verão. 

Espero que tenham curtido esse resumo das minhas experiências aqui na Irlanda do momento da chegada até os dias de hoje e também espero ter contribuido de alguma forma positiva em que possa auxiliar vocês leitores, futuros intercambistas 😉 .Até a próxima.

Carlos,

DublinNow

 

E como está o Carlos desde o retorno a Dublin?

Bom dia galerinha!! Sei que ando meio sumido por aqui e mais uma vez peço desculpas. Desde minha volta do Brasil pra Irlanda muita coisa tem acontecido desde então.

Após ótimas férias em SP entre Maio/Junho, retornei a Dublin, voltei ao trabalho e depois de um mês e meio tive de me afastar e voltar ao meu foco principal que são os estudos. Muitos consideram minhas atitudes loucas e precipitadas, pois deixar um emprego por aqui pode ser arriscado devido a concorrência na busca pelo próximo e  a demora para conseguí-lo. No meu caso, vinha trabalhando cerca de 50 horas semanais há 8 meses sem frequentar minhas aulas, sem contar que o horário também me fez deixar de lado minha vida social.

Não foi uma decisão fácil de sair, mas vinha sentindo fortes dores nas coluna também devido a posição de kitchenporter (aquele que fica na pia lavando louças e etc.) e quando coloquei todos os prós e contras na balança vi que ali era hora de arriscar NOVAMENTE, tirar um tempo pra descanso, voltar a me dedicar nos estudos, fazer algumas viagens e depois voltar a pensar em voltar o batente de novo.

Claro que desta vez me preparei pra fazer tudo isso, ao contrário do ano passado como já comentei com vocês que cheguei a ter somente 9 euros na minha conta em meados de Nov/Dez 2012 (quando consegui essa oportunidade).

No decorrer desses 8 meses trabalhando coloquei contas em dias,consegui renovar meu curso e meu visto pra mais um ano, fiz uma viagem ao Brasil e ainda salvei uma grana pra me manter por uns meses enquanto parado. Lembrando sempre que não é fácil controlar gastos sem emprego e que temos de nos planejar a longo prazo também especialmente ao abordamo assuntos como aluguel, contas e alimentação.

Hoje me encontro muito mais maduro e experiente do que um ano atrás, admito erros e vacilos mas não me arrependo, levo como aprendizado e venho a cada dia procurando acertá-los.

Corra riscos, erre, não tenha medo e viva cada dia como se fosse o último e aproveite as oportunidades que lhes estão sendo oferecidas tentando absorver o máximo destas 😉

Carlos

DublinNow

Após 1 ano..o retorno ao Brasil (Férias)

Família, amigos, sol, descanso!

Após longas férias pelo Brasil finalmente estou de volta ao batente. Foram quase 40 dias no país tropical onde fiquei localizado em São Paulo e aproveitei pra fazer uma visitinha rápida ao Rio de Janeiro e Porto Alegre. Confesso pra vocês que realmente precisava disso mesmo muitos dizendo o quanto iria gastar e que quando retornasse a Dublin iria ter complicações, mas no final o que mais importa é estarmos bem com nós mesmo e decididos do que queremos pra não haver arrependimentos e nem stress, pois antes de ir estava numa rotina muito louca de trabalho e sentia que precisava respirar por uns dias.

E a sensação de quando voltamos ao nosso país??galera é incrível mas ao mesmo tempo bate aquela insegurança misturada com ansiedade. Parece que as coisas se invertem, o Brasil ficou como se fosse um país novo que estava chegando pela primeira vez e a volta a Dublin com aquela tranquilidade de como se fosse tua casa há tempos.

Foram dias maravilhosos, os quais reencontrei meus pais, minha maninha e meus amigos mais próximos. Nada melhor do que acordar com o café feito da mamãe e finalizar o dia com um delicioso jantar assistindo com ela a sua novela favorita no sofá, sem contar que cheguei dois dias antes do dia das mães 🙂

(fotos em breve)…

Gostaria de agradecer a todos que reencontrei durante minha jornada no Brasil e aos que não pude rever com certeza ficará pra próxima 😉 Agora voltemos a realidade chamada Dublin!

Carlos

DublinNow

 

 

 

 

Plantão Dublinnow! – FÉRIAS NO BRASIL :)

Salve salve galera, primeiramente peço perdão pela ausência aqui no blog porque sim sim, após 1 ano e 2 meses finalmente voltei a minha terra tupiniquim pra comemorar o dia das mães com minha mãe e matar a saudade de amigos e parentes.

Desembarquei em São Paulo no dia 10 de Maio pra um estadia de 30 dias. Confesso que estranhei muitas coisas e ainda continuo estranhando. Como por exemplo esse trânsito caótico que só São Paulo oferece, os preços de produtos, comida e afins. E por último um dos mais lamentáveis e triste que é a violência que no meu ponto de vista tem aumentado muito desde minha vinda e que pode se ver claramente o medo da população ao sair pra trabalhar e estudar sem a certeza de que voltará devido a maioria das vezes a menores infratores com furtos inúteis e arrastões. Mas no geral minha cidade continua linda, com seus inúmeros shoppings, a rica e extensa gastronomia sem contar na melhor noite do mundo que só São paulo oferece!!!!

Como acompanharam nos posts, 2012 foi um pouco dificil pra mim. Passei por alguns obstáculos os quais com muita fé e esforço consegui superá-los. Com isso, mesmo entrando nesse meu segundo ano na Irlanda com o pé direito e feliz pelas minhas conquistas senti a necessidade de tirar um descanso pois foi um ano bem cansativo e estressante ao mesmo tempo e resolvi repor minhas energias ao lado da minha família e amigos pra ter um retorno 100% e estar bem preparado pra enfrentar minha segunda etapa dessa aventura incrível que estou vivendo chamada Irlanda.

Não tenho palavras pra agradecer o carinho de todos que me acompanham através dos posts e mais uma vez deixando claro, a intenção do blog é compartilhar minhas experiências em tempo real, um diário de bordo e com elas espero estar auxiliando futuros intercambistas como vocês. Assim evitando deslizes e deixando os melhores preparados pra embarcar nessa aventura também!

Forte abraço a todos e em breve mais detalhes dessa minha passagem pelo Brasil!

Carlos,

Dublinnow

Após 1 ano o que mudou?

Morning guys,

Todos puderam acompanhar minhas aventuras mês a mês no decorrer do meu primeiro ano aqui na Irlanda, sendo meus momentos confessionários, minhas viagens, minhas experiências e muitas outras situações relatadas com detalhes por aqui, deixemos o primeiro ano para trás o qual me trouxe muita maturidade e aprendizado apesar de alguns tropeços e superações.

Mas enfim como anda o Carlos nessa segunda etapa do intercâmbio?

Bom pessoal, confesso para vocês que realmente iniciei meu 2013 com pé direito. Meados de Dezembro/12 consegui meu primeiro emprego full time em um restaurante próximo de casa, o qual me encontro até hoje e o que me fez mudar de idéia em relação a volta para o Brasil. Como eu sempre costumo dizer: um dia você está lá embaixo e quando menos ver já está lá em cima ou como pode ser ao contrário: um dia no topo e no outro..ladeira, tudo depende do teu esforço e da tua vontade de seguir com teus objetivos sem temer o que virá pela frente.

Após me firmar no emprego, imediatamente comecei a me planejar e pensar no meu segundo ano por aqui, isso digo quanto a valores de escola,visto e meus gastos de sempre (aluguel, contas e refeição) pois como sabem, tinha apenas 9 euros na conta até conseguir essa oportunidade.

Passados quase 4 meses de trabalho, finalmente me livrei do SOBREVIVER e voltei ao VIVER, confesso que hoje minha vida deu um giro de 180 graus (porque 360 voltamos pro mesmo lugar não é verdade?.rs). Renovei o curso com a mesma escola, quitei minhas dívidas, já compareci na imigração e peguei meu visto novamente 🙂

O que será daqui pra frente?

Difícil de responder, pois quem me conhece sabe que adoro me aventurar e correr riscos. No momento estou planejando minha ida ao Brasil visitar amigos e parentes e quando retornar quero voltar a me dedicar 100% nos estudos, continuar no mesmo trabalho e rascunhar minhas trips pela Europa.

310770_446992325389326_436424585_n

Não quero muito, apenas ser feliz e curtir cada segundo da minha vida como se fosse o último (CARPEDIEM). São oportunidades e memórias que não voltam mais.

Carlos

DublinNow